domingo, 28 de abril de 2013

Ômega 3 e Ômega 6 são fundamentais.



Os ácidos graxos poliinsaturados são essenciais, pois o organismo não consegue sintetizá-los e precisa obtê-los através dos alimentos. Sua deficiência pode causar transformação do crescimento, modificação da pele, alterações imunológicas, neurológicas e de conduta. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a recomendação da ingestão total de gordura é de 15 a 30% da ingestão diária, sendo que menos de 10%
provenientes de gordura saturada (carnes, laticínios integrais, manteiga e etc.), 10% ou mais de gorduras monoinsaturadas, (azeite de oliva, óleo de canola, peixes, castanhas), e 6 a 10% de gorduras  poliinsaturadas (óleos de milho, soja e girassol).

Ácido Graxo Ômega 3 
Apresenta efeitos benéficos na prevenção de doenças cardíacas, na hipertensão, no diabetes tipo 2, na artrite reumatoide entre outras.
Alimentos ricos em ômega 3: peixes gordos (atum, anchova, carpa, arenque, salmão e sardinha), sementes e óleo de canola, óleo de linhaça, nozes, castanha do brasil etc.

Ácido Graxo Ômega 6
Ajudam na redução dos níveis de LDL (colesterol ruim) e do colesterol total e na regulação hormonal. Alimentos ricos em ômega 6: óleos vegetais (milho e canola), soja, girassol, sementes e oleaginosas
(nozes, castanhas), etc.

É importante ter o equilíbrio na proporção de ômega-3 e ômega-6 ingeridos. O ideal é chegar a uma proporção de cinco a dez partes de ômega 6 para uma parte de ômega 3, devendo-se sempre respeitar
esta relação, pois hoje em dia as pessoas costumam consumir uma quantidade bem maior de ômega 6 do que ômega 3, podendo causar um desequilíbrio no organismo. Esse desequilíbrio pode atuar no organismo de diversas maneiras. Muitas de suas conseqüências já são registradas pela literatura médica como: arteriosclerose, Alzheimer, doença cardíaca coronária, trombose, vários tipos de câncer, elevação da pressão arterial, elevação dos triglicerídeos no sangue, asma, psoríase, colite ulcerativa, doenças ósseas, entre outras.

Uma boa imunidade é o melhor amigo que podemos ter.



O sistema imunológico que nos protege contra todos os agentes agressores (poluição, estresse, por exemplo), e doenças, que pela formação de radicais livres podem desenvolver o câncer, processos de envelhecimento relacionados às doenças cardíacas, mal de Parkinson e Alzheimer. Até porque não tem como deixar de entrar em contato com alguns destes agentes agressores. 

 O sistema imunológico é como uma legião de seguranças internos a nos proteger, lutando constantemente contra esses invasores, expulsando as células defeituosas, rondando os órgãos e sistemas no intuito de não deixar nenhum problema se instalar. E se ainda assim algo errado ocorrer, lá vão os soldados à luta árdua na tentativa de restabelecer a ordem. Mas o difícil é que sempre que esse quadro se instala, deixa debilitado o organismo. Por isso é preciso buscar manter a imunidade o melhor possível.
   Pois bem, então como fazer para assegurar uma ótima ação do sistema imunológico? Sem mágicas, milagres ou ações mirabolantes, basta se alimentar corretamente, fazer atividade física regularmente, eliminar o tabagismo, no caso dos fumantes, evitar o uso de bebidas alcóolicas, baixar os níveis de ansiedade e estresse. 
É importante manter a microbiota intestinal saudável, pois muito do trabalho de desintoxicação do organismo é feito no intestino, sem dizer da necessidade de uma situação intestinal saudável para a ótima absorção dos nutrientes, vitaminas e minerais.  
  Será que tudo o que você consome (de saudável) é amplamente absorvido? Cansaço, apatia, indisposição, queda de cabelo, fraqueza, sonolência, unhas fracas ou com manchas e tantas outras coisas podem ser resultado de falta de macro e/ou micronutrientes. E essa falta pode estar ligada não a ausência do consumo, mas da pouca absorção e disponibilidade desses nutrientes, justamente por uma condição imunológica intestinal desfavorável. Já pensou nisso? 

Minha receita simples. 2 gotas de copaíba, 1 gota de andiroba, mais 1 castanha do Pará. Três alimentos funcionais perfeitos que irão te proteger de tudo.

O vetor da doença ou da saúde.

                   
     
O que é; 
 O sangue é um tecido conjuntivo líquido, produzido na medula óssea vermelha, que flui pelas veias, artérias e capilares sanguíneos dos animais vertebrados e invertebrados. O sangue é um dos três componentes do sistema circulatório, os outros dois, são o coração e os vasos sanguíneos.

    Funções;
 Ele é responsável pelo transporte de substâncias (nutrientes, oxigênio, gás carbônico e toxinas), regulação e proteção de nosso corpo.
 
 Composição do sangue;
Nele encontramos o plasma sanguíneo, responsável por 66% de seu volume, além das  hemácias, dos leucócitos e das plaquetas, responsáveis por aproximadamente 33% de sua composição.A maior parte do plasma sanguíneo é composta por água (93%), daí a importância de sempre nos mantermos hidratados ingerindo bastante líquido. Nos 7% restantes encontramos: oxigênio, glicose, proteínas, hormônios, vitaminas, gás carbônico, sais minerais, aminoácidos, lipídios, uréia, etc.Os glóbulos vermelhos, também conhecidos como hemácias ou eritrócitos, transportam o oxigênio e o gás carbônico por todo o corpo.  Essas células duram aproximadamente 120 dias, após isso, são repostas pela medula óssea. O glóbulos brancos, também chamados de leucócitos, são responsáveis pela defesa de nosso corpo. Eles protegem nosso organismo contra a invasão de microorganismos indesejados (vírus, bactérias e fungos). De forma bastante simples, podemos dizer que eles são nossos "soldadinhos de defesa".
 Nele encontramos o plasma sanguíneo, responsável por 66% de seu volume, além das  hemácias, dos leucócitos e das plaquetas, responsáveis por aproximadamente 33% de sua composição.
A maior parte do plasma sanguíneo é composta por água (93%), daí a importância de sempre nos mantermos hidratados ingerindo bastante líquido. Nos 7% restantes encontramos: oxigênio, glicose, proteínas, hormônios, vitaminas, gás carbônico, sais minerais, aminoácidos, lipídios, uréia, etc.
Os glóbulos vermelhos, também conhecidos como hemácias ou eritrócitos, transportam o oxigênio e o gás carbônico por todo o corpo.  Essas células duram aproximadamente 120 dias, após isso, são repostas pela medula óssea.
O glóbulos brancos, também chamados de leucócitos, são responsáveis pela defesa de nosso corpo. Eles protegem nosso organismo contra a invasão de microorganismos indesejados (vírus, bactérias e fungos).
De forma bastante simples, podemos dizer que eles são nossos "soldadinhos de defesa".